Bucho não têm herdeiro político

Se eleição fosse hoje prefeito não teria para quem passar o ‘bastão’

Por Príncipe Nicolau 11/04/2018 - 14:19 hs

 

* Príncipe Nicolau

Sem sucessor

O prefeito Bucho, de Igaraçu do Tietê, não sabe responder, e também nem tem resposta, quando o assunto é seu sucessor na Prefeitura Municipal. Pelo menos é o que diz um amigo vereador bem próximo do atual mandatário do município.

Os mais próximos

Se for confirmada a informação que esta própria coluna já deu de que ele e Guilherme Fernandes, ex-prefeito da cidade, teriam um acordo, ele teria um nome, mas não teria alguém com seu estilo de governar. Até porque um é bem diferente do outro.

O sobrinho

Uma alternativa para Bucho seria apostar no nome do sobrinho, Gabriel Sahade, filho do ex-prefeito Zezinho Sahade. É que o pai do jovem empresário parece não compactuar com a ideia de ver o filho, pelo menos por enquanto, envolvido em política. O duro vai ser convencer Gabriel que, pelo que dizem, gosta da ideia de ser o chefe do Executivo igaraçuense.

Braço direito

Ao lado de Bucho desde o início de seu segundo mandato (2013), Beto Périco é outro que também parece não ser unanimidade no grupo restrito, mas bem restrito mesmo, grupo político de Bucho. A intenção ao que tudo indica é trabalhar o nome do chefe de gabinete para disputar uma cadeira na Câmara Municipal.

Bom de voto

Que Bucho é bom de voto todo mundo em Igaraçu sabe. O problema é que como a administração não vai lá essas coisas, difícil é pensar em alguém que possa herdar a gordura política do atual prefeito. Votar em Bucho é uma coisa. Votar em quem o Bucho indicar é outra. Quem comemora é a oposição, que já se movimenta nos bastidores igaraçuense.